quarta-feira, 27 de maio de 2009

.Era talvez a saciedade do sofrimento.

Aventurei-me pelas linhas de Alencar esses dias. Temi escolhe-lo justamente por seu caráter romântico, prefiro os realista-naturalistas, mas no fim não me arrependi. O escolhido foi um dos romances urbanos, uma narrativa curta onde estava retratado os costumes de uma sociedade do século XIX e em especial os traços psicológicos de uma bela mulher que deu ao título o nome de DIVA, enfim, quis concluí-lo para citar uma boa passagem, talvez a melhor aos meus olhos, pois bem...


"Eu assistia, deslumbrado, às erupções que produzia o orgulho ofendido naquela alma inteligente.

Ela afrontou-me com o olhar.

- O senhor é um infame! Disse com arrogância.

Fiz um esforço supremo, inclinei-me para beijar-lhe a fronte em sinal de despedida. Ela atirara rapidamente para trás a altiva cabeça, arqueando o talhe; e sua mão fina e nervosa flagelou-me a face sem piedade.

Quando dei acordo da situação, a senhora se encontrava a meus pés. Sem sentir eu lhe travara os pulsos e a prostrara de joelhos diante de mim, como se a quisera esmagar. Apesar da minha raiva e da violência com que a molestava, essa orgulhosa menina não exalava um queixume; soltei-lhe os braços magoados.

- Criança! Murmurei afastando-me"


O orgulho ofendido flagelou-me a face.

5 comentários:

V disse...

E quando eu falo que é genial, se faz de boba e me pergunta prq.
Fico sem palavras diante de tamanha grandeza, os elogios são poucos perto do que pode realmente ser.
Sinto-me como que esbofeteado.
E que seja saciado todo sofrimento.

Anônimo disse...

donna:sabe qual o maior desejo do humano que existe no ser humano?

Lg. disse...

Não, só conheço a frase "O maior desejo do ser humano é ser humano" Clarice.

Qual o maior desejo do humano que existe no ser humano?

Anônimo disse...

o desejo de ser desejado intelectualmente

Lg. disse...

Donna: Interessantíssimo Senhor