quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

.Net é uma coisa que relaxa a gente.

Teve um dia que recebi por esse mesmo meio que me valho agora uma frase:
- Gosto mais quando vejo um verdinho ali ao lado.
Deixo essa para comentar depois e agora gostaria de introduzir outra que, diga-se de passagem, estou utilizando-a incansavelmente:
- A recíproca é verdadeira.
Juntando-as para um breve comentário de caráter aglutinador digo que:
- A recíproca é verdadeira e quanta saudade aquele verdinho causa.
lg

NET OFF

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

MUDANÇA


Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.

Almoce em outros locais,
vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida,
compre pão em outra padaria.

Almoce mais cedo,
jante mais tarde ou vice-versa.

Escolha outro mercado... outra marca de sabonete,
outro creme dental...
Tome banho em novos horários.

Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.

Ame muito,
cada vez mais,
de modos diferentes.

Troque de bolsa, de carteira, de malas,
troque de carro, compre novos
óculos, escreva outras poesias.

Jogue os velhos relógios,
quebre delicadamente
esses horrorosos despertadores.

Abra conta em outro banco.

Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros,
outros teatros, visite novos museus.

Mude.


Clarice Lispector

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

.Hoje.

René Magritte (1961) Waterfall

Quando nasci, um anjo torto
desses que vivem na sombra
disse: Vai! Vai ser largada na vida.

Paráfrase de Drummond - Poema de sete faces -
lg

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

.Bachelorette.


Me beba, faça sentir me real (meu amor)
Molhe seu bico no fluxo.
O jogo que nós estamos jogando é a vida
Amor é um sonho a dois.

São criadas lágrimas sobre uma corda...
Nosso amor as desatará...
Vem aqui!
Bjork

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Zeitgeist, the movie.



Eles devem achar difícil...
Aqueles que nos impõem autoritariamente uma verdade;
Em vez da própria verdade como autoridade.

http://zeitgeistmovie.com/
Portuguese Subtitles

.Quem precisa saber prever o futuro?.

O presidente americano, George W. Bush, disse esperar que o anúncio da renúncia de Fidel Castro signifique o início de uma "transição democrática" em Cuba.
"Esse deve ser um período de transição, o começo de uma transição democrática para o povo de Cuba", afirmou Bush, que faz um giro por países africanos, durante entrevista coletiva na capital de Ruanda, Kigali.
Em outras declarações nesta terça-feira, porta-vozes de governos e organizações estrangeiras se dividiram entre demonstrar seu afeto por Fidel e pedir uma transição política na ilha que ele governou por 49 anos, embora tenha passado os últimos 18 meses licenciado do cargo.
Na Grã-Bretanha, o porta-voz do primeiro-ministro Gordon Brown afirmou que Cuba tem a partir de agora "
uma oportunidade para fazer progresso em direção a uma transição pacífica para uma democracia pluralista". Ele acrescentou entretanto que "este é um assunto do povo cubano".

replay..."uma oportunidade para fazer progresso em direção a uma transição pacífica para uma democracia pluralista"
Valha-me "Deus".

.Condena-me, não importa, a história me absolverá.

"Já que o sr. (George W. Bush) decidiu que nossa sorte está lançada, tenho o prazer de me despedir como os gladiadores romanos que iam combater no circo: Ave, César, os que vão morrer te saúdam."
TENTATIVAS DE ASSASSINATO
* Fidel Castro diz ter sobrevivido a mais de 630 tentativas de assassinato, planejadas principalmente pela agência de inteligência dos Estados Unidos, a CIA. Algumas das tentativas envolveram pílulas envenenadas, charutos tóxicos e moluscos explosivos e um pó nas botas para fazê-lo perder a barba e ridicularizá-lo.


terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

.Três pessoas e uma frase.

Você deveria ter feito alguma coisa para me ter. Ou me deter.

Young, F.

Poderia ter feito o que é de costume, o que vemos por ai. Poder-me-ia ter afastado e quem sabe um dia voltar ao normal.
Esse quem sabe um dia é um tanto amedrontador, como aquela estória da saudade (a saudade passa), realmente, como já disse outrora, na minha casa ela chega e se acomoda, faz dias que não coloca a cabeça para fora, acostumou-se em ficar sentadinha ao meu lado, parece até que me tem ou me detem.
Fiquei sabendo esses dias de um caso (e que isso não soe como fofoca), que o antigo morador de um prédio vizinho ao meu estava vendendo sua estante de livros, nunca havia visto essas pessoas antes, refiro-me ao morador e a pessoa que me contou o fato, enfim a pessoa que vou chamar aqui de Laura (porque na correria de explicar tudo o que aconteceu com ela eu não descobri seu nome) disse consternada que estava saindo de um apartamento naquele instante, pois lá esteve para ver alguns livros que estavam à venda e se surpreendeu com o vendedor, com seus discos, com seu jeito particular de ser.
A consternação ficou pelo fato da moça não levar a estante completa, ela só queria alguns volumes e isso fez com que o dono do universo interessante se manifestasse de maneiras diversas, ela na euforia não me contou se as manifestações foram boas ou ruins, mas disse ser estranhas.
Laura ficou com os livros que o dono da estante mais gostava e com aqueles que ele demonstrava imenso apego, quanto aos outros, ela já tinha volumes idênticos.
A moça em um desabafo resumiu que esperava e espera que o dono do fabuloso mundo saiba classificar bem sua estante, alguns preferem o tema amor, outros o sexo, outros apenas belos contos de amizade, ainda tem aqueles que procuram bem no cantinho o último exemplar do Carpinejar...e acredite, tem até os que gostam do tipo Renaissance Culinaire onde aprendem a fazer deliciosos pratos em panelas de pressão.
Espero que para ter uma parte eu não tenha que comprar a estante.

lg

domingo, 17 de fevereiro de 2008

.Retiro-me.

Resolvi que hoje sairia para respirar ar puro e contemplar um pouco do verde.
Escolhi um lugar tranqüilo que no meu pensar estaria deserto, bem, estava tudo, menos deserto, se algum desses órgãos de vigilância reclamar sobre a falta de segurança daquele local indicarei a eles que realizem mais pesquisa de campo.
Na sola do meu sapato estava o verde, nas minhas narinas o ar puro, mas não sei onde foi parar aquele lugar morteiro, sem homens de jaleco fazendo seu trabalho em pleno domingo, arrisquei até tomar água, mesmo trazendo comigo uma garrafa gelada bem convidativa, arrisquei apenas para especular um segurança...
- Viu, aos domingos vocês também passam o dia todo aqui?
Obtive umas palavras tropeçadas, uma resposta tão vazia que nem é necessário reproduzir.
Aquilo que programei ao acordar para me distrair saiu pelas culatras decepcionando-me ferozmente, e só eu sei o que é isso.
Talvez lá sempre foi assim, talvez por isso eu nunca passei o domingo com ar puro nas narinas.

lg
Foto: Aline Paes

.Por essas e outras, sempre quero sentir vontade de chorar quando você partir.

Levantamos mesmo sem que pudéssemos ter dormido e esse verbo no plural é o que garantiu a minha alegria. Conversamos assistindo o sol nascer imponente, como sempre ele amanhece e como sempre eu nunca estive lá para contemplá-lo. Pois nessa segunda que vos falo agora, estava eu no lugar onde quis estar o ano todo e acompanhada de uma pessoa que enfrentou seus limites provando o que não era necessário, eu reconheci, tenha certeza disso! Aquele dia confirmei a sorte de ter ao meu lado uma pessoa distinta. Por mais que tentasse me convencer que não eu sabia que ali poderia existir tudo, menos limitações. Obrigada por comprovar isso naquele amanhecer.
lg

sábado, 16 de fevereiro de 2008

.Eu faço quase a mesma coisa.

video

Você também ficou com vontade mandar ele para aquele lugar? rsss

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Apresentando...


CULTURA GERAL E EM CORES

Quase todo mundo pinta a casa de branco porque não tem coragem de escolher outra cor. E veste-se com a cor “calhar” porque não confia no próprio gosto. Em primeiro lugar você tem direito de gostar ou não de uma tonalidade e de usá-las em si ou em casa como lhe aprouver. Você é a dona de suas cores.
Por exemplo: você talvez não tenha notado que um pêssego tem mais gosto de pêssego quando comido na claridade: a cor ajuda o gosto.
Por exemplo: uma caixa pintada de azul-marinho parece mais pesada (e portanto mais difícil de se carregar) do que pintada de amarelo claro.
Paredes pintadas em tons puxando para o vermelho ou laranja dão sede. Você sabia? Se está sabendo mais do que antes, aqui termina a aula 1 do curso de culturinha geral específica.

p.106

.O Exótico.

video

e o mais conhecido...
http://www.youtube.com/watch?v=X-K4CXvxNcw

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

.Quem sou eu para...

Pergunta-la-ia assim que pudesse. Não tardou, todavia não se trata de um assunto fácil. Oh minha amiga! A espécie humana peleja para domesticar os sobreviventes; sua lógica e sua grande rotina deveriam mesmo pedir demissão, arriar as calças. Em todas as suas escolhas por que não optar por aquelas menos arbitrarias? Quanto as suas obrigações desgastantes, jogue-as fora antes que suas vontades passem despercebidas. Esquece tudo e vem. Como se fosse simples assim e não exigisse desgaste algum. Esquece e vem...Garanto-lhe aconchego e amor e um cafezinho que aprendi com o menino da padaria.
lg

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

.Num corpo só.

"Pra falar a verdade eu também, nem sei, quantas vezes eu sonhei juntar teu corpo, meu corpo, num corpo só.
Vem, se tiver acompanhado esquece, vem, se tiver hora marcada esquece, vem!
Venha ver a madrugada e o sol que vem, que uma noite não é nada, meu bem."

Maria Rita

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

domingo, 10 de fevereiro de 2008

.Temia voltar aos livros de Antropologia.

A cultura humana baseia-se, essencialmente, em 4 vertentes: Ciência, Filosofia, Mística e Arte. A Arte é talvez a mais praticada, devido às suas variadíssimas formas de expressão, e, talvez, também a mais antiga. As Artes nasceram na Idade Média, sendo conhecidas como Artes Liberais. Destas emergiram dois conceitos:

. Trívio, que englobava a Gramática, a Retórica e a Dialéctica

. Quatrívio, que abrangia a Aritmética, a Geometria, a Astronomia e a Música.

Assim nasceu a primeira aparição das “Sete Artes”. No século XX, as formas de arte mudaram, acompanhando a “evolução” da sociedade. Actualmente, são elas: a Música, a Dança, a Pintura, a Escultura, a Literatura, o Teatro e o Cinema.

A Música está em todo o lado, desde o mais simples assobio ao ruído mais estrondoso, logo virá em primeiro. A Dança está associada à Música, pois até no Mundo animal se verificam rituais de acasalamento. A terceira e quarta posições são ocupadas pela Pintura e Escultura, pois desde sempre que os Primatas se dedicaram a recriar o Mundo onde viviam. Com a evolução das suas capacidades, tornou-se possível criar símbolos que representavam sons, daí a Literatura vir em quinto lugar. O Teatro é sem dúvida mais antigo que o Cinema, pois também está associado à Literatura, vindo assim em sexto lugar. Consecutivamente, a Sétima Arte é o Cinema, ocupando a posição mais conhecida da história das Artes e também a única que está bem definida.

Existem, no entanto, mais posições, como por exemplo: a oitava posição é ocupada pela Fotografia e a nona pela Banda Desenhada. Uma questão pertinente na ordenação destas Artes reside no facto de o Cinema existir porque se tinha o objectivo de dar “vida às imagens”, sendo, por isso, impossível que a Fotografia aparecesse depois do Cinema. De qualquer forma, a ordem das Artes não tem de ser necessariamente cronológica. Cabe a cada um ordenar da forma que achar mais adequada.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

.Transborda em mim.


Quando eu sinto o caminho certo nada me desvia
Ap

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

.Volta.




Mesmo que fosse motivo de duvidar, era aquilo. Simplesmente como queria que fosse, em horário apropriado, mesmo que dissesse que não.


lg

.Cheio de mãos e luvas.

Hoje eu vou mudar o seu destino
Te passar no pente fino
Então desfaça sua trança
Que hoje eu tô meio inconstante
Você tão permanente
Com a gente tudo enrolado
Não adiante creme rinse
Corta as pontas da sua mágoa
Que hoje eu tô meio implicante
Hoje você deu azar
Carolina

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

.PARÊNTESE.


PLENA, VISCERAL, LINDAMENTE FELIZ.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

.Mariquinha.

Sei tudo o que tu és, veludosa e decente, faminta do meu gesto, sei quase tudo de ti, de mim sei nada, sei muito dessa palha que se chama aparência, sei nada dessa esquiva coisa estranhada do meu ser de dentro. Sei que a mulher não chora, ela esfarela e vai se abrindo.
Hilst, H.

.Doce.


Intensidade. Era apenas isso, tudo o que eu sabia fazer.
.

sábado, 2 de fevereiro de 2008