quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

.Cap III - Vivendo apocalipticamente.

Sádicos enrustidos.


Hoje tive uma discussão no site da igreja universal e me tiraram o poder de responder (não corri de vocês como disseram, apenas me tiraram o direito de resposta), o nome disso é censura e aqui vai meu comentário. Magnífico seu texto caro Glaucio Coutinho. Só acho que ninguém aqui lerá até o final, como disseram "esse é um site religioso", querem mais que nos retiremos, porque eles são doutrinados e só lêem se vier com aqueles numerosinhos indicando a citação, não possuem capacidade para refletir, tão pouco, sabedoria para questionar. Aceitam tudo, vivem a vida pensando na morte, vivem uma abstração do espírito enquanto o hoje fica à cargo das privações, vivem? Sonham que vivem, e deixam pra viver no depois, enquanto isso ferem e agridem quem vive, pois esses são muito mundanos para eles. Vivem na pobreza e doam seu dinheiro para ter riqueza no além, fazem pessoas chorar para ter a salvação no além, se privam de situações para garantirem o além. É uma grande pena, e um lamento, ter que ser contemporânea de indivíduos tão atrasados e limitados. Tenho dó e tenho vergonha.

LG

.Cap II - Movimento "cuspa nos teístas"?



(Propício)

MOVIMENTO CUSPA NOS TEÍSTAS

Toda vez que você vir um teísta na rua, cuspa nele! Trate-o mal, com desdém e superioridade, como se ele fosse um pária. Se você achar que é pouco então espanque um de vez em quando, porque ele é do demônio, então como é um ser 'humano desqualificado', não há nenhum problema em maltratá-los." E se eu fizesse esse discurso em minhas reuniões, no meu clube particular, e as pessoas começassem mesmo a fazer isso? E se os teístas começassem a ser tratados como os gays são tratados hoje em dia? Espancados por pessoas que acreditassem que eles merecem apanhar por serem "estranhos", "errados", "diferentes"? E se eu creditasse isso, por exemplo, ao fato de que 92% dos criminosos nos presídios acreditam em Deus? Logo quem não acredita tem menos chance de cometer crime, então se matarmos todos que acreditam em Deus, os presídios ficarão mais vazios e a sociedade, portanto, muito melhor! Eu poderia até dizer que matando quem acredita em Deus eu os ajudo a chegarem mais rapidamente no reino dos Céus, que eles tanto querem ir... Então seria isso! Temos muitos bons motivos para matar teístas e eles vão, no fim, se dar muito bem morrendo! Que maravilha! Todo mundo sairá ganhando! Eles, porque estarão com o Pai antes do que pensavam; e nós, porque estaremos livres deles! Oh, que paz! Não haveria mais Guerra Religiosa, atentado terrorista, presos na cadeia, e as pessoas poderiam ser livres para viver em uma sociedade que não recriminaria ninguém. Onde todo mundo seria respeitado pelo que faz, e não por acreditarem ou não num livro de um Deus qualquer que seja. Vocês não se sentiriam perseguidos? (Tem uns religiosos que eu conheço que já se sentem perseguidos vivendo numa realidade bem menos vil que essa que eu desenhei aí em cima...) E se eu disser, diante dessa realidade hipotética, em que os teístas são párias, que isso é somente o meu direito constitucional de "não concordar com o fato de eles acreditarem em Deus"? E se eu disser que é o meu direito de "dizer que eles merecem tudo de ruim que acontecem com eles"! Vocês achariam razoável eu fazer esse tipo de propaganda? Então pensem nisso antes de dormir e reflitam se não seria melhor a Igreja dizer em seus cultos, para a população, que ela não concorda com as pessoas serem homossexuais, mas que eles merecem respeito do mesmo jeito. E que um crime contra eles por razão de preconceito é tão grave quanto um crime contra um negro por razão de preconceito, ou um crime contra um pobre por razão de preconceito. Que preconceito é ruim por qualquer razão que seja, e que mesmo não concordando com eles sendo homossexuais, devemos respeitá-los como seres humanos que são, e deixá-los viver a vida deles como eles queiram. Que se dois deles, homossexuais, quiserem viver entre eles, casados, é problema deles. Que eles, segundo o entendimento da igreja, estão pecando, mas é problema deles, quem pagará pelo pecado são eles. E que eles estão fazendo uso do livre arbítrio que Deus deu a eles. E não estão fazendo mal nenhum a ninguém, no máximo a eles mesmos (na opinião da igreja). Pronto, eu me expressei sem estimular o ódio, o preconceito e, claro, sem aquilo que é a pior coisa que um fiel a Deus pode ter: a arrogância. Arrogância de se achar melhor que eles porque eles pecam... E daí? Você também peca! Todo mundo peca... Vocês tratam um homossexual com mais desprezo e intolerância do que tratam o bandido que cometeu um crime, que matou alguém (o que segundo Jesus é o pior crime que se pode cometer). Isso é certo? Foi isso que Deus disse? Por acaso Deus disse que se você vir alguém em pecado, você deve ter preconceito contra ele? A igreja deveria dizer que o verdadeiro mérito do teísta é tratar um homossexual bem e não tratá-lo mal... Ou estou errado? Jesus teve preconceito contra algum pecador? Ele deixou de sentar-se a mesa com alguém ou deixou de dividir o pão com alguém porque este alguém pecava? Ele curou um cego, um paralítico, multiplicou pão, transformou água em vinho, mas há na Bíblia alguma passagem em que Jesus recriminou ou se deu ao trabalho de interferir na orientação sexual de alguém? Se o objetivo da religião cristã é seguir os passos do mestre Jesus, então o caminho da "não aceitação" às decisões dos outros, ou a “não aceitação” da forma como eles farão uso do próprio livre arbítrio, é o caminho oposto ao que Jesus queria para o seu rebanho. Não é? E deixo vocês com um pensamento que poderia justificar se fazer tudo de ruim contra qualquer seguidor de qualquer religião do mundo: "Naturalmente boas pessoas farão coisas boas, e más pessoas farão o mal; mas para convencer boas pessoas a fazerem o mal: nada, até hoje, se mostrou mais eficiente que a religião."

Glaucio Coutinho – Em resposta à Igreja Universal - Um amigo não só das horas boas, mas aquele que também te auxilia nas horas ruins.

.Cap I - Brincando de boçal.


Thaty Lopes: Deus não fez assim não, Deus não fez o homem nascer bandido, nem drogado,um homem que está acima do seu peso , se ele tiver determinação ele vai pra uma academia e emagrece, aquele que acredita em si vence os obstáculos da vida, com força de vontade ja vi muitas pessoas que saíram dessa vida, agora não misture pois não são todos os cristãos que são assim, aliás muitos falam que são evangélicos mas não são coisas nenhuma, são aqueles que seguem os ensinamentos de Jesus que é amar e respeitar o próximo, é que hoje em dia as coisas estão muito misturadas e muitos são prejudicados por causa disso, eu discordo de você pois Deus nos deu livre arbítrio para escolhermos o que devemos fazer ou ser, agora eu não estou aqui para te criticar pois eu não preciso disso, só não concordo com isso entende, JAMAIS deixaria de gostar de alguém por ele ser homossexual, ou desprezaria, pois somos todos iguais, o verdadeiro cristão vai abrir os braços pra você assim como Jesus faria, quem ama só quer o bem do próximo, e Jesus mesmo quando morreu na cruz renunciou toda a sua vida por todos, e as pessoas não podem renunciar nada por ele??, Jesus também não queria morrer crucificado, mesmo assim abriu mão de tudo...

Eu: Thaty Lopes, quando eu tiver um filho eu não terei vergonha se ele for homossexual, mas terei vergonha se ele for fundamentalista, preconceituoso e alienado como você.

Enquanto isso, tumulto no site da Igreja Universal, as pessoas me atirando pedras e eu não conseguia responder mais. (interessante)

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

.Vão-se os anéis de fumo de ópio. E ficam-me os dedos estarrecidos.

O capitalista, familiarizado com a economia vulgar, dirá provavelmente que adiantou seu dinheiro com a intenção de fazer com ele mais dinheiro. Mas, o caminho do inferno está calçado de boas intenções, e ele podia ter até a intenção de fazer dinheiro, sem nada produzir. Ameaça. Não o embrulharão de novo. Futuramente comprará a mercadoria pronta no mercado, em vez de fabricá-la. Mas se todos os seus colegas capitalistas fizerem o mesmo, como achar mercadoria para comprar?
Não pode comer seu dinheiro.

.Isso do atrevido.



Tive a impressão que a noção de pertencimento a esse novo quarto veio agora, antes estava recusando a posição da cama, reclamando da claridade, falando mal da falta de espaço, mas parei para pensar que não são todos que possuem o distinto privilégio de acordar de madrugada com pingos de chuva caindo sobre o rosto, e correr para não se molhar mais. Tão pouco erguer a persiana e se deparar com uma janela cheia de pontos de luz e uma escuridão cor preto infinito. “Abram mais janelas do que todas as janelas que há no mundo”, Fernando Pessoa. Por aqui as leituras rendem até de madrugada, ou até mais de madrugada.

Isso do não saber à hora,

essa do fingir não ver,

isso do sem compromisso,

essa do mau costume.

Isso do querer dividir,

essa do improvável,

isso do ser reflexivo,

essa do ser solitário.

Isso do sem fim,

essa do sem sono,

isso do refrescante,

essa do resfriado.

LG