sábado, 31 de maio de 2008

.Quarto do Jorge.

A minha vida precisa de várias coisas pequenas e pequenas coisas que me faça suspirar. Chove e as coisas que vejo agora têm uma visão distorcida. Da janela do quarto ao lado percebo um lugar tão estranho que mal se parece com a imagem da vizinhança formada recentemente na minha cabeça. O vidro que barra a chuva erroneamente serve para refletir a minha imagem, o que já toma minha atenção de minuto em minuto para lançar uma olhadela com ar de desatenta. Escuto agora as preferências musicas de uma nova amiga, nova, mas não menos importante, seu lugar já foi garantido como aqueles cargos que se preenchem com caráter vitalício. Para nota meramente explicativa meu computador parou.
lg

2 comentários:

Lalá disse...

não teve como evitar e eu não vou mentir, chorei sim! Não tenho mais o que escrever a não ser: obrigada.
Mas ainda tenho uma coisa a fazer, vou te dar um abraço sim!
=*

Doce disse...

ki bonitinho isso!

Lala eu aprovei este texto na hora!

Beijossss!