quarta-feira, 17 de outubro de 2012

.Fêmeas e loucos, se for preciso escolher não vacila, escolhe os dementados.



E tu, tua altura, magreza, teu olho duro, teu círculo de ouro, distanciamento e secura, teus papéis, teus livros, teu tesouro ser assim – que ninguém perceba, não estou em casa, diga, que desde ontem sumi e ainda não me achei, frivolidade e fadiga desta casa, esse perfume-injúria pelas salas, senta aqui meu bem. Cresce, se faz continente. Chega a ter um espaço que não me pertence, não há mais sabor nos triunfos.

Hilst. Rútilos nada.