terça-feira, 15 de abril de 2008

Tudo está cheio de amor.


Por me deixar respirar, por me deixar existir.
Por mais um dia, agonia, pra suportar e assistir.
Deus lhe pague.

5 comentários:

Anônimo disse...

Veio para tirar as máscaras.

Anônimo disse...

Não sei se gosto de você ou te odeio, me faz pensar nas coisas.

L.g disse...

Também não sei se gosto de mim ou me odeio, nunca estive do lado de lá.

L.g disse...

A primeira coisa que teríamos que fazer é distanciar do nosso mundo e tentar, por apenas alguns momentos, sobreviver em terra estranha. Não sei se gostaria, na verdade tenho medo de buscar esse desconhecido que está dentro de mim e ir pra longe de casa. Na verdade tudo que foge do meu pequeno mundo encantado me espanta, mas isso não acontece só comigo, tenho certeza. O que tem ali nas fotos é algo que me espanta, na verdade é alguém, com formas e físico que me espanta. Uma das formas é bem menos agressiva, pois é bem mais fácil encontrar um gorduchinho McDonaldiano do que um faminto da Etiópia. Mas infelizmente alguns ainda gastam verba pública para pesquisar óvnis enquanto formamos um exército assustador de esqueletos vivos na terra.

Pri***** disse...

Nossa concordo plenamente lu, infelixmente fazemos isso ********