domingo, 17 de fevereiro de 2008

.Retiro-me.

Resolvi que hoje sairia para respirar ar puro e contemplar um pouco do verde.
Escolhi um lugar tranqüilo que no meu pensar estaria deserto, bem, estava tudo, menos deserto, se algum desses órgãos de vigilância reclamar sobre a falta de segurança daquele local indicarei a eles que realizem mais pesquisa de campo.
Na sola do meu sapato estava o verde, nas minhas narinas o ar puro, mas não sei onde foi parar aquele lugar morteiro, sem homens de jaleco fazendo seu trabalho em pleno domingo, arrisquei até tomar água, mesmo trazendo comigo uma garrafa gelada bem convidativa, arrisquei apenas para especular um segurança...
- Viu, aos domingos vocês também passam o dia todo aqui?
Obtive umas palavras tropeçadas, uma resposta tão vazia que nem é necessário reproduzir.
Aquilo que programei ao acordar para me distrair saiu pelas culatras decepcionando-me ferozmente, e só eu sei o que é isso.
Talvez lá sempre foi assim, talvez por isso eu nunca passei o domingo com ar puro nas narinas.

lg
Foto: Aline Paes

3 comentários:

Anônimo disse...

Aiiiiiiiiiiii a luaninha voltou a produzir, adoro você nervozinha ahuahuahua

Anônimo disse...

ela está tão répida e boa que eu não estou dando conta de comentar e não deixaria de fazer isso...perfeito o texto.

Bruna disse...

como não assim não deixaram você ler um livro em paz...áhhhh seu eu pego eles
Beijo lu.