sexta-feira, 3 de junho de 2011

.Ao estilhaçamento do silêncio.



Adivinha-me, adivinha-me porque faz frio. Esquenta-me com a tua adivinhação de mim, compreende-me porque eu não estou me compreendendo.

5 comentários:

dannie disse...

"compreende-me porque eu não estou me compreendendo."

lindo, porém difícil, não consigo imaginar alguém me compreendendo sem que eu mesma não consiga fazer isso.

"/

Lg. disse...

"aquilo estava pela primeira vez
fora de mim e ao meu inteiro alcance, incompreensível mas ao meu
alcance".

AlterEgo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

cadê cadê cadê?

Anônimo disse...

Quanta falta do sorriso iluminado de LUANA...
Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil.