terça-feira, 14 de agosto de 2007

O Auto-Retrato

No retrato que me faço
- traço a traço -
às vezes me pinto nuvem,
às vezes me pinto árvore...

às vezes me pinto coisas
de que nem há mais lembrança...
ou coisas que não existem
mas que um dia existirão...

e, desta lida, em que busco
- pouco a pouco -
minha eterna semelhança,

no final, que restará?
Um desenho de criança...
Corrigido por um louco!

3 comentários:

Ca disse...

Olha, mais uma vez que vc se recusar a sair com a gente nós vamos te arrastar na marra, ouviu! Pq já é desaforo. Beijos

Bruninha do sul disse...

Que foto maravilhosa, confesso que vou roubar para colocar no meu blog e aproveitando a deixa, de onde você é e qual seu msn?

Trovão disse...

Surpresa!

"O milagre não é dar vida ao corpo extinto,
Ou luz ao cego, ou eloqüência ao mudo...
Nem mudar água pura em vinho tinto...
Milagre é acreditarem nisso tudo!"

QUINTANA, M.

toda a necessidade de expressão- de qualquer espécie - terá um tortuoso trabalho em busca de inspirações.
e não é falta delas; mas a não percepção delas.
mas hão de voltar...

haha
bj.