domingo, 25 de agosto de 2013

.Desejei ser aquele papel que subiu tão alto.

 



Enquanto andava sozinho naquela terra pouco pisada pelos homens, entre o curral, no meio das vacas, falava alto coisas que saídas da boca soavam sem sentido, mas que na sua cabeça formava uma reflexão orgânica. Trazia o ouvido limpo e os olhos frescos enquanto corria a mão nos pelos dos animais, sempre repetindo: por que o mundo me comove tanto? Sofria as dores de muitas coisas ao mesmo tempo, coisas que nem eram dele, coisas do de fora. E agradecia, internamente, por estar entre os animais. Era um alívio. Os homens trazem julgo pesado, quase sempre. Com os animais era apenas um mugido constante. Teria se embrutecido?  Olhava os olhos dos animais, era aquele profundo, e quando olhava os olhos dos homens pensava conjecturas, sempre para o ruim. O homem era um abismo, um abismo tão sombrio que devorava. Passou a se questionar se tinha necessidade disso. Por que não viver fitando os olhos dos animais, trocando pequenas carícias, alisando seus pelos, em uma atividade não-destrutiva? E era assim que via o homem, destrutivo? Talvez. Chegava a pensar que sua própria pele te atrapalhava: se eu arrancasse toda e oferecesse ao outro, despisse meu ser de fora e oferecesse o ser de dentro, poderia me aproximar? Poderia me oferecer sem amarras, sem todos os desenhos da pele que intensificavam os abismos, mas não conseguiria. Era sim um embrutecer, estava desejando o convívio com os irracionais. Deveria se despir, mas como?  

LG

Um comentário:

Profeta de Deus disse...

Como desejei ser leve como papel e voar alto, como se não importasse todo o peso do mundo.
Luana, esse seu texto me atingiu intimamente de uma forma sem precedentes. Mesmo embrutecido como um animal selvagem, esse arrepio na espinha que eu senti me faz lembrar quão humano eu sou, mesmo que não seja totalmente favorável a essa condição.
Não me recordo como foi que encontrei seu blog a quase uma década atrás, mas com certeza não foi por acaso. Já disse aqui como eu te admiro e te desejo que sua iluminação e inspiração, cresçam exponencialmente, para que você possa voar tão alto quanto merece.