quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

.Cap I - Brincando de boçal.


Thaty Lopes: Deus não fez assim não, Deus não fez o homem nascer bandido, nem drogado,um homem que está acima do seu peso , se ele tiver determinação ele vai pra uma academia e emagrece, aquele que acredita em si vence os obstáculos da vida, com força de vontade ja vi muitas pessoas que saíram dessa vida, agora não misture pois não são todos os cristãos que são assim, aliás muitos falam que são evangélicos mas não são coisas nenhuma, são aqueles que seguem os ensinamentos de Jesus que é amar e respeitar o próximo, é que hoje em dia as coisas estão muito misturadas e muitos são prejudicados por causa disso, eu discordo de você pois Deus nos deu livre arbítrio para escolhermos o que devemos fazer ou ser, agora eu não estou aqui para te criticar pois eu não preciso disso, só não concordo com isso entende, JAMAIS deixaria de gostar de alguém por ele ser homossexual, ou desprezaria, pois somos todos iguais, o verdadeiro cristão vai abrir os braços pra você assim como Jesus faria, quem ama só quer o bem do próximo, e Jesus mesmo quando morreu na cruz renunciou toda a sua vida por todos, e as pessoas não podem renunciar nada por ele??, Jesus também não queria morrer crucificado, mesmo assim abriu mão de tudo...

Eu: Thaty Lopes, quando eu tiver um filho eu não terei vergonha se ele for homossexual, mas terei vergonha se ele for fundamentalista, preconceituoso e alienado como você.

Enquanto isso, tumulto no site da Igreja Universal, as pessoas me atirando pedras e eu não conseguia responder mais. (interessante)

2 comentários:

Glaucio Coutinho disse...

Gostaria de trazer à luz o que respondi à Thaty Lopes (olha eu aqui abusando do seu espaço! :D)

Thaty Lopes, dizer que o homossexualismo é comportamental ou que é uma opção implica paralelamente em dizer que o seu heterossexualismo é uma opção comportamental. E por uso do termo "opção" se entende que sua orientação sexual pode navegar ao sabor do vento e da sua vontade entre um gênero ou outro. Até onde eu sei o nome disso é bissexualismo e não é sobre isso o processo que está sendo movido contra a IURD. (Assunto que deu motivo aos comentários)

Sobre Jesus, ele não disse absolutamente nada sobre homossexualismo. Nenhuma palavra a respeito... Nenhuma parábola, nenhum ensinamento. Inclusive, só para efeitos de demonstração estatística, uma em cada dez pessoas é homossexual. O que significa que mesmo Jesus ou algum dos apóstolos tem grandes chances de ter sido homossexual... O que não há nada demais nisso, muito pelo contrário, faria até mais sentido e explicaria muita coisa: o porquê de Jesus ter sido tão sensível às dores do mundo, e tão bom com as palavras; o porquê de ele ter despertado tanto ódio em quem não o compreendia; o porquê de ele nunca ter tido uma mulher ao seu lado e sim 12 homens devotos... Enfim, tudo se encaixaria perfeitamente...

Já quanto aos homossexuais, tenho apenas pequenas observações:

1) Eu não conheço nenhum movimento homossexual que seja no sentido de transformar os heterossexuais em homossexuais;

2) Não conheço nenhum movimento feito por grupos de "seguidores homossexuais" que tentem impedir a união entre pessoas de sexos opostos;

3) Desconheço também a existência de um "movimento homossexual" que diga que a família heterossexual é "do demônio", "do mal" ou contra os princípios de sua ideologia homossexual.

Tudo isso, Thaty Lopes, é feito pelos heterossexuais religiosos (e aqui destaco os muçulmanos, evangélicos e cristãos ortodoxos) contra os homossexuais; e não o contrário.

Então não tem essa de "eles não me respeitam" ou "não respeitam o meu direito constitucional de não aceitá-los". Apensar de dizerem que seguem “O Justo”, vocês que falam das vidas particulares deles! Vocês que estão preocupados com as vidas sexuais deles. Não é o oposto. Não são eles que não aceitam vocês, são vocês que não aceitam eles. Eles discordam de vocês, mas não dizem aos quatro ventos que vocês estão errados em viver da forma como vivem e, portanto, devem queimar no inferno gay. Eles consideram isso problema de vocês e não comentam a respeito com seu vizinho. Simples assim! Não votam leis que dificultam a sua vida e não impedem vocês por força de lei a viver como eles acham que vocês deveriam.

Então é demagogia dizer que "eles pedem respeito, mas não respeitam meu direito de odiá-los", isso é ridículo e não há nenhum respaldo constitucional nisso.

Mas se você de fato se incomoda com a opinião dos homossexuais a respeito da sua religião, ou sobre eles "não respeitarem seu direito constitucional de odiá-los", experimente esquecê-los que eles não irão dar nenhum palpite na sua vida. Quer apostar?

Glaucio Coutinho disse...

Gostaria de trazer à luz o que respondi à Thaty Lopes (olha eu aqui abusando do seu espaço! :D)

Thaty Lopes, dizer que o homossexualismo é comportamental ou que é uma opção implica paralelamente em dizer que o seu heterossexualismo é uma opção comportamental. E por uso do termo "opção" se entende que sua orientação sexual pode navegar ao sabor do vento e da sua vontade entre um gênero ou outro. Até onde eu sei o nome disso é bissexualismo e não é sobre isso o processo que está sendo movido contra a IURD. (Assunto que deu motivo aos comentários)

Sobre Jesus, ele não disse absolutamente nada sobre homossexualismo. Nenhuma palavra a respeito... Nenhuma parábola, nenhum ensinamento. Inclusive, só para efeitos de demonstração estatística, uma em cada dez pessoas é homossexual. O que significa que mesmo Jesus ou algum dos apóstolos tem grandes chances de ter sido homossexual... O que não há nada demais nisso, muito pelo contrário, faria até mais sentido e explicaria muita coisa: o porquê de Jesus ter sido tão sensível às dores do mundo, e tão bom com as palavras; o porquê de ele ter despertado tanto ódio em quem não o compreendia; o porquê de ele nunca ter tido uma mulher ao seu lado e sim 12 homens devotos... Enfim, tudo se encaixaria perfeitamente...

Já quanto aos homossexuais, tenho apenas pequenas observações:

1) Eu não conheço nenhum movimento homossexual que seja no sentido de transformar os heterossexuais em homossexuais;

2) Não conheço nenhum movimento feito por grupos de "seguidores homossexuais" que tentem impedir a união entre pessoas de sexos opostos;

3) Desconheço também a existência de um "movimento homossexual" que diga que a família heterossexual é "do demônio", "do mal" ou contra os princípios de sua ideologia homossexual.

Tudo isso, Thaty Lopes, é feito pelos heterossexuais religiosos (e aqui destaco os muçulmanos, evangélicos e cristãos ortodoxos) contra os homossexuais; e não o contrário.

Então não tem essa de "eles não me respeitam" ou "não respeitam o meu direito constitucional de não aceitá-los". Apensar de dizerem que seguem “O Justo”, vocês que falam das vidas particulares deles! Vocês que estão preocupados com as vidas sexuais deles. Não é o oposto. Não são eles que não aceitam vocês, são vocês que não aceitam eles. Eles discordam de vocês, mas não dizem aos quatro ventos que vocês estão errados em viver da forma como vivem e, portanto, devem queimar no inferno gay. Eles consideram isso problema de vocês e não comentam a respeito com seu vizinho. Simples assim! Não votam leis que dificultam a sua vida e não impedem vocês por força de lei a viver como eles acham que vocês deveriam.

Então é demagogia dizer que "eles pedem respeito, mas não respeitam meu direito de odiá-los", isso é ridículo e não há nenhum respaldo constitucional nisso.

Mas se você de fato se incomoda com a opinião dos homossexuais a respeito da sua religião, ou sobre eles "não respeitarem seu direito constitucional de odiá-los", experimente esquecê-los que eles não irão dar nenhum palpite na sua vida. Quer apostar?