segunda-feira, 26 de outubro de 2009

.Vai e diz que tudo combina, menos covardia.

Pensei no meio termo, na parcimônia, tão menos doloroso, em contra ponto, coisa de vidinha combinada e adjetivada com muitos diminutivos. Voltei aos extremos, sem equilíbrio, pouca estabilidade, mas, voraz e tentador. Desafiador e sufocante. Astucioso, jogo de raposas, virtú combinado com fortuna, o acaso à espera da possibilidade de agir, ah – essa virtú, cara aos comuns e frutífera aos príncipes. Vida passa assim, em realidade camponesa, mas, com idealizações de fortalezas medievais. Com desfecho de engano, pequenas ilusões, menos dolorosas que as verdades, pois, a idealização, mesmo que distante, é instrumento necessário para a ação humana, se não ação, tentativa de.

LG

2 comentários:

p. Trv disse...

Para se ser feliz até um certo ponto é preciso ter-se sofrido até esse mesmo ponto.!

Cintia de Faria disse...

Belo jogo de palavras, Luana.

Lembre-se que um bom principe usa sua virtu com sabedoria para melhor aproveitar sua Fortuna.