quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Cada ser tem sonhos a sua maneira

Ali tão sempre perto e não me vendo
Ali sinto tua alma flutuar do corpo
Teus olhos se movendo sem se abrir
Ali tão certo e justo e só te sendo
Absinto-me de ti, mas sempre vivo
Meus olhos te movendo sem te abrir
Corre solta suassuna noite
Tocaia de animal que acompanha sua presa
Escravo da sua beleza
Daqui a pouco o dia vai querer raiar

Ney Matogrosso e Pedro Luis e a Parede


Um comentário:

Doce disse...

essa é a música da vez hehe...sabe que...
lá em casa só da ela ;*
BeijooO!