quarta-feira, 9 de setembro de 2009

.A orquídea nasceu na terra do cacau.

Pássaros e livros, flores e versos, frases, gente, sentimentos que fazem surgir das palavras coisas como alegria, loucura e ironia. Olhou para os olhos dele, tão infantis! Viu o desejo brilhando, acreditou que fosse o amor e aquilo completou o sentimento. E foi só então que tudo se compreendeu perfeitamente.

E, quando na noite recém-chegada, eles se estenderam, lado a lado, no desejo do mundo mágico que o poeta possuía, ela suplicou:

- Fala... Fala, que eu quero te ouvir.

2 comentários:

suelen folego disse...

"Todos trazem o coração na mão, frequentemente contra qualquer verossimilhança"

particular @-----,------ disse...

Sendo que muitas vezes basta um olhar, um gesto ou mesmo suspiro solitário.