quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

A Metamorfose




"É certo que lhe doía o corpo todo, mas parecia-lhe que a dor estava a diminuir e que em breve desapareceria. A maçã podre e a zona inflamada do dorso em torno dela quase não o incomodavam. Pensou na família com ternura e amor. A sua decisão de partir era, se possível, ainda mais firme do que a da irmã. Deixou-se ficar naquele estado de vaga e calma meditação até o relógio da torre bater as três da manhã. Uma vez mais, os primeiros alvores do mundo que havia para além da janela penetraram-lhe a consciência. Depois, a cabeça pendeu-lhe inevitavelmente para o chão e de suas narinas saiu um último e débil suspiro."


Kafka

6 comentários:

Anônimo disse...

Humilhante humanos

Anônimo disse...

um dia a casca do trabalho vai pesar demais em vc! De modo q suas perninhas não vão aguentar mais suportar os sonhos q os outros colocam em vc, os interesses q colocam em vc!! E se vc um dia tentar gritar ou falar com eles sobre algo q não seja os interesses sua voz vai parecer estranha! Pois os ouvidos deles se tapam perante seus sonhos!!!

Si disse...

vão perdendo as máscaras...
sempre.

Anônimo disse...

Penso sempre em qual bicho eu seria...oh! Sou um bicho?

Anônimo disse...

Já não sou mais eu desde quando nasci...
Sou o que quiseram que eu seria...
Minha voz é apenas a voz que melhor podem ouvir...
Penguntaram-me um dia se eu gostava dela?
Da voz?
Gosto...

Doce disse...

Meus sonhos são meus objetivos!
não creio que na da seja impossivel..nenhum deles é. Pode complicado, dificil de conseguir rapidamente mas possível...sempre é!

TE AMO!...meu melhor objetivo!