sábado, 17 de novembro de 2007

Nada nos humilha mais do que a coragem alheia.



Esse primeiro palpitar da seiva, essa revelação da consciência a si própria, nunca mais me esqueceu, nem achei que lhe fosse comparável qualquer outra sensação da mesma espécie. Naturalmente por ser minha. Naturalmente também por ser a primeira.

7 comentários:

Anônimo disse...

Na falta de algo melhor , nunca me faltou coragem.

the other disse...

Sabendo de onde eu venho e porque venho peço-lhe a Rosa, encarecidamente!
Próximos, next...please.
Aguardarei.

Rah* disse...

Bom, se terá a Rosa eu aguardarei e visitarei isso dia após dia. Pequena de tão grandes que é mostra-se um antagonismo vivo.

Bia disse...

Luuuuuuuuuuu...fase Nelson Rodrigues né, só digo uma palavra, cuidado, nelson é perigoso.

Anônimo disse...

Foi tendo medo que aprendi a ter coragem... A coragem é o medo e a ausadia andando lado a lado.

Boa semana

abraços.

Anônimo disse...

A Cada dia uma conquista... a cada dia um novo degrau...a cada dia uma nova confirmação do meu amor por você.
EU TE AMO pra sempre!
beijo na boca! ;)
Conte comigo pra tudo porque você tem a abertura e a liberdade pra dividir tudo oque for comigo. e PONTO!

Doce disse...

recado acima meu ;)