terça-feira, 10 de julho de 2012

.A divina tragédia.


Nas primeiras páginas do livro estava algo assim: o cão vermelho, o cão verde, a viagem do cão. A viagem do. O tema ‘a viagem’ parece frutífero, depois, qualquer dia, talvez volte ‘o cão’. Queria mesmo voltar falar do sonho, agora todos evoluídos. Bethânia aparece nele toda Iluminada. Sem roupa. Para alguns a imagens pode não ser tão gozante. Garanto que era. Embora pudesse utilizar o recurso machadiano e começar o texto do fim, adiantando os sonhos, ou tornando-os realidade, é necessário começar pela viagem. Quantos contratempos senhores, estilhaços de vidros, capôs amassados, carros empilhados, gritaria, raiva, choro, uma situação dantesca. E tudo culpa de um terceiro. Os anéis do inferno em 30 minutos, a perna ainda verde. Não o cão verde, a perna verde. Achas que inventaria o cão? Pois veja: “uma imagem bonita seria: o cão vermelho passeia suas patinhas no gramado molhado. Ou então: o cão verde passeia as suas patinhas no gramado vermelho. O cão passeia. As suas patinhas molhadas”. (HILST, 2003, p.38) Achas que inventaria o acidente? Antes fosse. Todos envolvidos, sem defuntos. ERRATA: se não consta defuntos, não pode ser considerado tão dantesco. Aquela outra sumida gosta de erratas. Eu gosto dela. Eu gosto de seguradoras, pagam tudo, mas não tiram o verde da perna. Logo sai. Não é bom viajar trechos longos sem um acompanhante. Alfred não quis vir, ninguém veio, você se distrai e pluft: morre! E morre mesmo porque você sente aquele frio na espinha, tampa o rosto e pensa: pronto, virei merda! Depois você abre o olho e descobre que ainda está ali, só não sabe que vai ficar verde por uns dias. Logo sara. Pessoas iluminadas e sem roupa ajudam a sarar, contribuam.
LG

6 comentários:

Alinne disse...

Ah, quer dizer que pessoas iluminada e nuas ajudam? Hahahhahah! Fica a dica né? Rs

Lg. disse...

Fica a dica, pode aparecer de sobretudo e, de repente, tirar. Vai iluminar a casa.

Alinne disse...

Não só a casa e não só iluminar.

Alinne disse...

E outra, preciso da chave.
Não acha?

Lg. disse...

Tudo o que você quiser.

AlterEgo disse...

Você ganhou esse ar hilstiano, com todas essas leituras.
Eis que surgiu a alquimia. E o sem freio da linguagem, todo o seu antagonismo, toda a sua dinâmica deixaram a casa do sol para retornarem à vida.