domingo, 8 de abril de 2007

Esse imenso, desmedido amor.


Não chegaram a usar palavras como "especial", "diferente" ou qualquer coisa assim. Apesar de, sem efusões, terem se reconhecido no primeiro segundo do primeiro minuto. Acontece porém que não tinham preparo algum para dar nome às emoções, nem mesmo para tentar entendê-las.

2 comentários:

Anônimo disse...

Está apaixonada é?

Doce disse...

EU TE AMO!
FDS PERFEITO!